(14) 3407-8000 | (14) 98165-9435 | (14) 99850-1460 | (14) 99770-8001

Postado em 16/03/2021

A IMPORTÂNCIA DA ENGENHARIA FLORESTAL NA MANUTENÇÃO DO CLIMA

As mudanças climáticas é um dos assuntos mais discutidos quando se fala de impacto ambiental com resultados negativos. Trata-se de um assunto polêmico, com diferentes pontos de vista, mas o resultado é o mesmo: as mudanças têm ocorrido em uma velocidade mais rápida que a adaptação das espécies, podendo gerar danos irreversíveis, como a extinção das espécies.

 

Uma das vertentes desse tema defende que a o aquecimento global, resultante do aumento da emissão de gases de efeito estufa (GEEs), como o dióxido de carbono (CO2), é a principal causa das mudanças climáticas. O efeito estufa é um fenômeno natural do planeta Terra, sendo importante por manter as temperaturas medias, evitando as quedas drásticas de temperatura. No entanto, as ações antrópicas, como o desmatamento, as queimadas, a emissão de gases pelas indústrias, entre outras, tem emitido em maior quantidade diversos gases de efeito estufa na atmosfera, impedindo que o calor irradiado pela superfície terrestre seja lançado ao espaço e com isso a temperatura do planeta aumenta. 

 

Esse aumento da temperatura reflete diretamente no clima e logo têm-se as mudanças climáticas que comprometem a dinâmica dos ecossistemas naturais, a produção agropecuária, a saúde das comunidades, entre outros aspectos. 

 

Um exemplo interessante sobre o efeito das mudanças climáticas nas espécies é o caso do Urso-grolar, um híbrido descendente do cruzamento entre um urso polar (Ursus maritimus) e um urso pardo americano (Ursus arctos horribilis). Acredita-se que o mestiço surgiu como resultado do aquecimento global que tem promovido o derretimento das geleiras, hábitat do urso polar. Essa espécie em busca de alimento e melhores condições de vida se deslocou para as áreas florestais e encontrou com o urso pardo e logo ocorreram cruzamentos e nascimentos dos ursos grolares, sendo o Alasca o local com maior concentração de indivíduos. Essa é uma hipótese que vem sendo estudada com grande aceitação pelos pesquisadores. 

 

A Engenharia Florestal é uma profissão de grande importância no controle do aquecimento global e amenização das mudanças climáticas, isso porque as florestas estão intimamente relacionadas com o clima e os Engenheiros Florestais são conhecedores e manejadores das florestas. 
As florestas contribuem diretamente com a dinâmica do aquecimento global, pois as árvores armazenam carbono, bem como o solo, mas com o desmatamento ocorre a liberação do dióxido de carbono na atmosfera Vale destacar que quando as árvores estão em crescimento elas absorvem e armazenam dióxido de carbono e, dessa forma, as florestas do mundo podem absorver cerca de um terço das emissões antrópicas de carbono. Por isso, os projetos de conservação das florestas nativas, bem como os projetos de reflorestamento de áreas desmatadas, são de grande importância para o “sequestro de carbono”, que seria a captação do carbono da atmosfera pelas árvores. 

 

Outro ponto importante da relação das florestas com o clima é que as árvores realizam a evaportranspiração, uma ação que elimina a água que foi absorvida pelas raízes como vapor pelas folhas e promove a umidificação do ar, bem como a formação dos “rios aéreos”, que são significativas massas de vapor de água que circulam invisíveis na atmosfera e são conduzidos pelo vento. O principal rio voador do Brasil tem origem no oceano do nordeste brasileiro e é levado para a região norte sendo intensamente abastecido pela evapotranspiração da Floresta Amazônica. A umidade contida nesses rios precipita na forma de chuva, quando encontra condições meteorológicas propícias, e o principal destino desse rio aéreo é a região sudeste. 

 

Essas são algumas das contribuições das florestas para a regulação do clima e dessa forma fica claro o papel dos Engenheiros Florestais no controle do aquecimento global e das mudanças climáticas. Os Engenheiros Florestais formados pela FAEF são capacitados para atuar com a área de mudanças climáticas através das disciplinas de Climatologia e Agrometeorologia, Manejo e Gestão Ambiental, Ecologia e Conservação da Natureza, Restauração Florestal e Manejo Florestal Sustentável.

 

No dia 16 de março comemora-se o Dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas, que foi criado em 2011 para promover a discussão sobre o tema e chamar a atenção da população brasileira sobre esse problema invisível, mas que é sentido por todos e que depende de esforços em conjunto para ser revertido. Cada pessoa pode refletir sobre o grandioso problema e fazer sua parte, como: andar de bicicleta ao invés de automóvel quando possível, plantar árvores e disseminar informações sobre o tema. 

 

Faça sua parte pela proteção do meio ambiente! Pense globalmente e aja localmente por um clima melhor!

 

 
Por Professor Mestre
Augusto Gabriel Claro de Melo
Engenheiro Florestal e Mestre em Conservação da Natureza
Coordenador de Engenharia Florestal e Vice-diretor da FAEF

FAEF FAIT FAIP Eduvale

Newsletter

Receba informativos e novidades em seu email


Fale Conosco

(14) 3407-8000 | (14) 98165-9435 | (14) 99850-1460 | (14) 99770-8001
Copyright © 2021 GRUPO FAEF. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Nutic FAEF