(14) 3407-8000 | (14) 98165-9435 | (14) 99850-1460 | (14) 99770-8001

Postado em 25/08/2020

FAUNA SILVESTRE E A ENGENHARIA FLORESTAL

A Engenharia Florestal é uma profissão com ampla área de atuação, estando as atribuições agrupadas em vertentes: produção e conservação. Uma das áreas dentro do grupo conservação que chama a atenção é o MANEJO DE FAUNA, estando essa atribuição alicerçada na RESOLUÇÃO Nº 218/73 que discrimina atividades das diferentes modalidades profissionais da Engenharia e em seu Art. 10 evidencia que os recursos naturais renováveis são alvos de trabalho e pela RESOLUÇÃO Nº 3, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2006 que Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de graduação em Engenharia Florestal e apresenta em seu  Art. 7º os conteúdos curriculares do curso de Engenharia Florestal, onde destacam-se a Biologia e a Gestão dos Recursos Naturais Renováveis. Sendo a fauna um recurso natural renovável, os Engenheiros Florestais que se formam em matrizes curriculares que contemplam os estudos com animais silvestres, logo podem atuar com o manejo de fauna. 

 

Desde o início do curso, a Engenharia Florestal da FAEF mantém em sua matriz curricular disciplinas que capacitam os futuros profissionais para atuar com a fauna, tais como Biologia, Zoologia, Manejo e Gestão Ambiental, Ecologia Florestal, Manejo de Áreas Silvestres e Manejo de Fauna Silvestre. Dessa forma, os Engenheiros Florestais formados na FAEF estão aptos para atuar com ecologia, manejo, criadouros, educação ambiental e inventário de fauna.

 

Em ecologia, os Engenheiros Florestais pesquisam as interações que ocorrem entre animais e, ou, plantas e aplicam essas interações no manejo de populações e ecossistemas. Um exemplo do uso da ecologia é o uso de poleiros artificiais como técnica de nucleação aplicada à restauração florestal, onde a interação zoocoria (dispersão de sementes realizadas por animais) contribui para a chegada de sementes nas áreas a serem reflorestadas através das aves.
O manejo de fauna é uma área onde a fauna trabalhada para que as populações sejam aumentadas (manejo conservacionista aplicado para espécies ameaçadas de extinção), reduzidas (manejo de controle aplicado para espécies bioinvasoras ou pragas) ou utilizadas de forma sustentável (manejo de uso sustentável aplicado para espécies não ameaçadas com interesse comercial).
Criadouros referem-se à área de atuação onde animais silvestres são mantidos em cativeiro e são criados com fins de pesquisa científica (criadouro científico), para venda de produtos, subprodutos ou animais vivos (criadouro comercial) ou para serem reintroduzidos (criadouros conservacionistas).
A educação ambiental relacionada com a fauna é a aplicação de técnicas, oficinas e demais atividades que busquem a conscientização do ser humano no que diz respeito a proteção dos animais e o convívio harmônico entre fauna e sociedade.

 

Inventário de fauna refere-se a estudos que objetivam determinar as espécies animais (levantamento qualitativo) e, ou, a quantidade de indivíduos (levantamento quantitativo) que ocorrem em um local. Essa atividade é necessário quando se faz licenciamento ambiental, ecoturismo, certificação, definição de áreas de soltura, seleção de áreas prioritárias para criação de unidades de conservação, entre outras atividades. 
Como pode-se observar, o Engenheiro Florestal atua em diferentes áreas relacionadas com fauna e pode desempenhar com êxito essas atividades, pois é capacitado para isso e vale destacar que a clínica e cirurgia não estão contempladas nas atribuições desses profissionais. Trata-se de um profissional com grande contribuição em equipes multidisciplinares voltadas para os trabalhos com fauna.

 

“Eu sou Engenheiro Florestal e o que me trouxe para a profissão o amor pelas florestas e pelos animais silvestres. Tive como inspiração a Engenheira Florestal Patrícia Médici, doutora em conservação, pesquisadora do IPÊ e responsável pelo programa de conservação da anta brasileira. Na FAEF sou o docente da disciplina Manejo de Fauna Silvestre há 11 anos, oriento projetos de iniciação científica e TCC relacionados com fauna e atuo no setor de Animais Silvestres e Exóticos da instituição. Me sinto realizado em capacitar futuros profissionais para atuar com a fauna e contribuição com a proteção dos animais”.

 

Máteria escrita por:
Prof. Mestre Augusto Gabriel Claro de Melo
Vice-diretor da FAEF / Coordenador de Engenharia Florestal / Docente

FAEF FAIT FAIP Eduvale

Newsletter

Receba informativos e novidades em seu email


Fale Conosco

(14) 3407-8000 | (14) 98165-9435 | (14) 99850-1460 | (14) 99770-8001
Copyright © 2017 GRUPO FAEF. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por StrikeOn.