(14) 3407-8000 | (14) 98165-9435 | (14) 99850-1460 | (14) 99770-8001
Graduação em

Enfermagem

Clique aqui e inscreva-se!

Sobre o Curso

UM POUCO SOBRE A FAEF E O CURSO DE ENFERMAGEM

Nascida em 1989, a Faculdade de Ensino Superior e Formação Integral – FAEF é hoje resultado do Processo de Unificação das Faculdades Mantidas pela Sociedade Cultural e Educacional de Garça: Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal de Garça – FAEF; Faculdade de Ciências Humanas de Garça – FAHU; Faculdade de Ciências da Saúde de Garça - FASU; Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais de Garça – FAEG e Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça – FAMED. O início da sua história se deu por meio das Faculdades de Agronomia e Engenharia Florestal de Garça com o oferecimento dos cursos de Agronomia e Engenharia Florestal, e, a partir destes, expandiu para as outras Faculdades e outras áreas de atuação. Hoje, a FAEF oferece cursos na área de Ciências Sociais, Ciências da Saúde, Exatas, Humanas, Agrárias e Tecnológicas. A Faculdade de Ensino Superior e Formação Integral recebeu aprovação de unificação das mantidas através do Processo e-MEC 2011 – 1082 pela Portaria 310 de 27 de dezembro de 2012 - publicada no D.O.U. em 31 de dezembro de 2012.

O curso de Enfermagem teve inicio no ano de 2015, sendo autorizado pela Portaria MEC n.583, de 17 de agosto de 2015; publicada no Diário Oficial da União, 18 de agosto de 2015. Durante cinco anos, os estudantes frequentam a Faculdade, no período noturno, onde acontecem as aulas teóricas e práticas. Para isso, a FAEF conta com uma estrutura que engloba o Laboratório de Práticas Profissionais, Laboratório de Anatomia Humana, Semiologia e Semiotécnica, Citologia, Histologia, Química, Bioquímica e Farmácia Escola, além do Laboratório de Informática, ampla Biblioteca e um campus arborizado.

Organizado por períodos (termos), o curso se apresenta em forma semestral, com vagas ofertadas anualmente. Baseado em um currículo promissor, a FAEF organiza o curso de enfermagem com ênfase em uma matriz curricular, a qual visa contemplar demandas regionais, por meio de disciplinas como Ações de Enfermagem em Saúde Coletiva, Saúde e Ambiente, Enfermagem em Saúde da Mulher, do Recém- Nascido, Adolescente, Adulto e Idoso. O contato com essas demandas e das casuísticas que lhes são inerentes ocorre nas atividades de ensino, pesquisa e extensão promovidas pelo curso de Enfermagem. Ademais, também são oferecidas aos alunos disciplinas eletivas como forma de flexibilizar a formação acadêmica dos seus alunos, permitir a liberdade de escolha, fomentar a sensação de pertencimento ao ambiente universitário e contribuição para a ampliação das possibilidades de aptidões, além de outros aspectos positivos. Destarte, a estrutura do curso foca numa formação que viabilize a aquisição de uma série de competências, habilidades, atitudes e virtudes pelos acadêmicos, bacharéis em Enfermagem, sob o enfoque de que este deve dominar os conhecimentos científicos e conceitos básicos, indispensáveis para que possa desempenhar com qualidade, competência, responsabilidade e ética em todas as funções que sua profissão venha a exigir, na esfera de promoção, prevenção e assistencial.

 

A ENFERMAGEM

Desde a década de 1920, a enfermagem vem buscando ampliar seu reconhecimento enquanto uma carreira na área da saúde, sendo uma prática social, historicamente determinada. Direcionado por algumas teorias, o profissional enfermeiro se dedica a promover, a manter e a restabelecer a saúde das pessoas, trabalhando em caráter indisciplinar, por meio de parcerias entre médicos, psicólogos, fisioterapeutas, dentistas, assistente social, terapeuta ocupacional, dentre outros.

Empiricamente, a enfermagem derivou de práticas religiosas, crenças que buscavam restabelecer o equilíbrio homeostático do corpo humano. A prática do cuidado é a principal base da enfermagem, no entanto, essa profissão atua com profundo conhecimento cientifico e se reconhece no mundo da ciência por meio de teorias de fundamentam as práticas assistenciais.

No século XIX, a italiana Florence Nightingale deu início à Enfermagem moderna ao fundar a primeira escola de Enfermagem, junto ao Hospital St. Thomas, na Inglaterra. Com experiência como enfermeira de guerra, Florence promoveu um ensino baseado na ciência e em métodos avançados para a época, como colocar os pacientes em ambientes arejados.

No Brasil, a enfermagem do tempo do Império, raros nomes de destacaram e, entre eles, merece especial menção o de Anna Nery que, como Florence Nightingale, rompeu com os preconceitos da época que faziam da mulher prisioneira do lar. A formação de pessoal de Enfermagem para atender inicialmente aos hospitais civis e militares e, posteriormente, às atividades de saúde pública, principiou com a criação, pelo governo, da Escola Profissional de Enfermeiros e Enfermeiras, no Rio de Janeiro, junto ao Hospital Nacional de Alienados do Ministério dos Negócios do Interior. Esta escola, que é de fato a primeira escola de Enfermagem brasileira, foi criada pelo Decreto Federal nº 791, de 27 de setembro de 1890, e denomina-se hoje Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, pertencendo à Universidade do Rio de Janeiro - UNI-RIO.

Em 1986, o Cofen, Conselho Federal de Enfermagem decretou a lei do exercício profissional, lei 7.498 de 25 de junho de 1986, a qual designa ao Enfermeiro o papel privativo de ações como consulta de enfermagem, prescrição de enfermagem, planejamento, organização, coordenação, execução e avaliação dos serviços da assistência de enfermagem; Em 2009, a resolução 358, a qual dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a implementação do Processo de Enfermagem em ambientes, públicos ou privados, em que ocorre o cuidado profissional de Enfermagem. Tais atividades legais devem ser reconhecidas, acima de tudo pelo próprio profissional enfermeiro, para que a enfermagem siga, rigorosamente, em uma atuação ética e eficaz.

A pandemia de Covid 19 jogou luz sobre o trabalho dos profissionais de saúde. Fundamentais na sociedade, médicos e enfermeiros, junto a auxiliares de enfermagem, cuidadores, auxiliares de laboratório, instrumentadores, socorristas e resgatistas, receberam o reconhecimento e o destaque merecidos em 2020. Mas, e para este ano de 2021, como fica o mercado para esses profissionais da área de saúde? Podemos dizer que a valorização será mais intensa e a alta demanda por profissionais da área ainda envolvidos com a pandemia reforçará a necessidade de mais gente capacitada.

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) do Curso De Graduação em Enfermagem, o profissional enfermeiro deve ter uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, sendo qualificado para o exercício de Enfermagem, com base no rigor científico e intelectual e pautado em princípios éticos. Além disso, este deve ser capaz de conhecer e intervir sobre os problemas/situações de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional, com ênfase na sua região de atuação, identificando as dimensões biopsicossociais dos seus determinantes. Capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano.

Vale ressaltar que a enfermagem não tem enfoque em ação apenas hospitalar, mas também, em vasta gama dentro do mercado de trabalho. O Cofen, em 2018, por meio da resolução 581, determina três linhas de especialidades dentro da área da enfermagem, conforme disposto em Artigo 6, parágrafos 1, 2 e 3: Área I, que engloba Saúde coletiva, Saúde da Criança e do Adolescente, saúde do Adulto (homem e mulher), Saúde do Idoso e Urgência e Emergência; Área II com a Gestão e Área III com o Ensino e Pesquisa. As DCN complementam que, o Enfermeiro com Licenciatura em Enfermagem está capacitado para atuar na Educação Básica e na Educação Profissional em Enfermagem.

 

CORPO DOCENTE DA FAEF

            O corpo docente do curso de Enfermagem da FAEF é composto por Mestres e Doutores, com experiência na docência bem como na vida prática, o que agrega em muito os conhecimentos ministrados. A FAEF adota a estratégia de aprendizagem inovadoras, onde os estudantes têm acesso ao conteúdo da aula antes da mesma. Esse conteúdo fica disponível na Plataforma do Google Classroom. O corpo docente da FAEF participa de micro capacitações diariamente (antes das aulas) com o Núcleo de Ensino (NUEN), o qual procura capacitar e envolver uma atuação docente mais humanizada e melhor preparada para lecionar.

            A cada semana o NUEN determina um tema, o qual é desenvolvido em subtemas ao longo da semana. Em um processo de descentralização, o NUEN busca desempenhar as capacitações de forma articulada aos coordenadores de todos os cursos ministrados na FAEF. Sendo assim, cada dia, um coordenador ou docente atua junto ao NUEN, no papel de mediador, o que vai ao encontro do que se preconiza nas Metodologias Ativas de Aprendizagem: todos os envolvidos no processo se tornam responsáveis pela construção do conhecimento.

 

UM POUQUINHO SOBRE O PROJETO FLORESCER

A FAEF busca valorizar uma formação integral aos seus estudantes, buscando comtemplar outros aspectos à sua formação, além do conhecimento técnico cientifico. Podemos dizer que o ambiente de estudos pode influir no comportamento das pessoas e, influenciar nas relações interpessoais e nos resultados de aprendizagens. Daí a preocupação das faculdades do Grupo FAEF em melhorar e aprimorar cada vez mais seus ambientes de estudos. Este projeto, portanto, está dividido em duas fases: florescendo a parte física (desenvolvendo o cuidar) e florescendo a parte social (desenvolvendo virtudes). Com estas considerações, o Grupo FAEF inicia a partir de 2015, o Projeto Florescendo, no que se refere ao florescimento da parte física, cuja finalidade é inicialmente agregar vasos de plantas em todos os seus ambientes de estudos, tendo em vista os benefícios que o ato de cuidar de plantas pode resultar em termos de qualidade do ensino de suas Faculdades. Ademais, procuramos implantar outros florescimentos (mudanças) da parte física tais como: mesas redondas e cadeiras para trabalhos em  equipe substituindo as convencionais carteiras nas salas de aulas. As salas de aulas serão transformadas em ambientes ricos de estudos, verdadeiros laboratórios de ensino. A biblioteca buscou disponibilizar além das mesas e gabinetes de estudos, ainda espaços com pufes e sofás para leituras de lazer. Obviamente que algumas medidas preventivas deverão ser tomadas para viabilizar tais transformações. Tudo isso será objeto de capacitações de docentes e dos alunos para que o projeto seja bem executado. Com isso pretende-se impactar o desenvolvimento de um ambiente rico e feliz aos alunos para que a aprendizagem ocorra de forma mais eficaz.

 

Corpo Docente

 

CONHEÇA NOSSOS DOCENTES

 

Profª Draª Joyce Fernanda Soares Albino Ghezzi

Coordenadora do Curso de Enfermagem

Coordenadora do Núcleo de Ensino (NUEN)

Coordenadora do Comitê de Ética e Pesquisa da FAEF

Doutora pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina de Botucatu (UNESP);

Mestre em Ensino em Saúde pela Faculdade de Medicina em Marília – Famema;

Especialista em Gestão Estratégica de Pessoas pelo Instituto de Ensino, Capacitação e Pós-graduação – INDEP

Especialista em Atenção Especializada e Integral às Urgências pelo Instituto de Ensino, Capacitação e Pós-graduação – INDEP

Especialista em Formação Didática Pedagógica em Enfermagem pelo Instituto de Ensino, Capacitação e Pós-graduação – INDEP

Bacharel em Enfermagem pela Universidade de Marília - UNIMAR;

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/7584743006779247

 

CONTATO INSTITUCIONAL: enfermagem@faef.br

 

Profº Jonas Pedro Barbosa

 

Mestrando do programa de Mestrado Profissional Ensino em Saúde da Faculdade de Medicina de Marília

Especialista em Formação Didática-Pedagógica em Enfermagem pela INDEP– Instituto de Ensino e Pós-Graduação - Marília-SP

Especialista em Enfermagem em UTI - Unidade de Terapia Intensiva Adulto-INDEP--

Especialista em Gestão Hospitalar – FCMSCSP – Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo – Marília- SP

Especialista em Saúde Mental e Atenção Psicossocial – INDEP – Marília - SP 

Especialista em Auditoria e Gestão em Serviços de Saúde – INDEP - Marília - SP          

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9635244664979866

 

Profª. Dra. Chayrra Chehade Gomes

 

Doutorado: Biologia Celular e Tecidual pelo Instituto de Ciências Biomédicas-USP, ICB-

Mestre: Biologia Celular e Tecidual pelo Instituto de Ciências Biomédicas-USP, ICB-

Graduação: Ciências Biológicas pela Universidade Estadual do Norte do Paraná, UENP

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4486635526323322

 

Prof. Dra. Fabiana Veronez Martelato Gimenez

 

Doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista -Faculdade de Filosofia e ciência UNESP Marilia- São Paulo.

Mestrado em Enfermagem pela Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP, Botucatu, São Paulo.

Especialização em Gestão da Clínica nas regiões de saúde-Hospital Sírio-Libanês, Sírio-Libanês, São Paulo, Brasil

Especialização em Enfermagem do Trabalho-Instituto de Ensino Capacitação e Pós Graduação Ltda, INDEP, São Paulo.

Aperfeiçoamento em Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa EAD-Fundação Oswaldo Cruz, Fiocruz, Rio De Janeiro, Brasil

Especialização em Educação em Saúde Pública-Instituto de Estudos Avançados e Pós-Graduação, ESAP, Capanema, Brasil

Especialização em Saúde da Família- Faculdade de Medicina de Marília, FAMEMA, Marilia, São Paulo.

Aperfeiçoamento em Saúde da Família Multiprofissional em Enfermagem-Faculdade de Medicina de Marília, FAMEMA, Marilia, São Paulo.

Graduação em Enfermagem- Universidade de Marília, UNIMAR, Marília, São Paulo.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5966686879498111

 

Prof. Me. Rodolfo de Oliveira Medeiros

 

Doutorado em andamento: Educação (UNESP, Marília-SP);

Mestre em Saúde e envelhecimento (FAMEMA);

Graduado em Enfermagem pela Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA);

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4254681594279811

 

 

 

Phd. Prof. Dr. Wellington Silva Fernandez      

 

Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Santa Cecilia, 2002.

Pós Doutorado no Instituto de Oceanografia (USP), Brasil,

Pós Doutorado na School of Ocean Sciences (Bangor University), Reino Unido,

Pós-Doutorado no Instituto de Física (UFRGS), Brasil,

Doutorado em Ciências Biológicas/Instituto de Oceanografia (USP), Brasil,

Mestrado em Ciências Biológicas/Instituto de Oceanografia (USP), Brasil

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8810466804460986

 

Prof.ª Dra Adriana Avanzi Marques Pinto

 

Doutora em Enfermagem pela Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu

Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem

Especialista em Preceptoria no SUS pelo Hospital Sírio-Libanês, São Paulo

Especialista em Docência na Saúde pela EDUCASAÚDE, Faculdade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS

Especialista em Programa de Saúde da Família pelo Instituto de Ensino, Capacitação e Pós-graduação – INDEP

Graduada em Enfermagem pela Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, Marília/SP

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2762771378860851

 

Profª Priscila Bocchile de Lima

 

Especialista em Unidade Terapia Intensiva Adulto, Pediatrico e Neonatal pelo Instituto de Ensino Capacitação e Pós Graduação – Marília/SP;

Especialista em Formação Didático – Pedagógica em Enfermagem pelo Instituto de Ensino Capacitação e Pós Graduação -Marília/SP;

Especilista em Aperfeiçoamento em Curso  Ensino e Aprendizagem na Educação de Jovens e Adultos pelo Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza – São Paulo/SP;

Especialista em Residência Multiprofissonal em Saúde da Família pela Faculdade de Medicina de Marília – Marília/SP;

Especialista em Enfermagem do Trabalho pela Faculdade Iguaçu – Marília –SP

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Marília – UNIMAR

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2806237665669307

 

Prof.ª Luciana Meneguim Pereira de Queiroz

 

Mestranda em Saúde e Envelhecimento pela Faculdade de Medicina de Marilia - FAMEMA

Especialista em Geriatria e Gerontologia, instituto de ensino, capacitação e pós graduação- INDEP, Marilia/SP

Especialista em Programa de Saúde da Família pelo Instituto de Ensino, Capacitação e Pós-graduação – INDEP, Marília/SP

Especialista em Formação didático pedagógica em enfermagem pelo Instituto de ensino, capacitação e pós graduação - INDEP, Marilia/SP

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Marilia - UNIMAR, Marília/SP

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4174776438016143

Prof. Carlos Eduardo Sobrinho

 

Especialista em Formação Pedagógica Docente para Disciplinas Enfermagem pelo Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza , CEETEPS;

Especialista em Ensino de Jovens e Adultos pelo Centro Estadual de Educação Tecnológico Paula Souza, CEETEPS.

Especialista em Suporte Avançado de vida em Cardiologia pela Universidade Estadual de Londrina ,UEL;

Especialista em Dependência Química pelo Instituto de Ensino Superior Dom Alberto Ltda  MG

Especialista em Gestão Hospitalar e Gestão de Pessoas pelo Instituto de Ensino Superior da Região Serrana-FARESE MG

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br//4647335024494898

 

Profª Mary Angela de Oliveira Ramos

 

Especialista em Qualidade em segurança do paciente pela FIOCRUZ

MBA em gestão em saúde e controle de infecção

Especialista em Atenção Integral às Urgências pela Universidade de Marília UNIMAR

Graduação em Enfermagem Universidade de Marília UNIMAR

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0942053810955579

 

Prof.ª Aline Pereira de Souza

Mestranda em Saúde e Envelhecimento do Programa de Mestrado Acadêmico pela Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, Marília/SP
Especialista em Saúde Mental na modalidade Residência Multiprofissional em Saúde pela Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, Marília/SP
Especialista em Saúde Coletiva na modalidade Residência Multiprofissional em Saúde pela Faculdade de Medicina de Marília – FAMEMA, Marília/SP
Especialista em Enfermagem do Trabalho pelo Instituto de Ensino, Capacitação e Pós Graduação – INDEP, Marília/SP 
Graduada em Enfermagem pela Universidade de Marília – UNIMAR, Marília/SP
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8498086976922086

 

Profª Eluana Maria Lourenço de Sá

 
Especialização em andamento: Unidade de Terapia Intensiva pela Universidade de Marília – Unimar 
Aprimoramento em Saúde do Idoso pela Fiocruz
Especialista em Atenção Integral às Urgências pelo Instituto de Ensino, Capacitação e Pós Graduação – INDEP
Graduada pela Universidade de Marília – Unimar
Currículo Lattes:  http://lattes.cnpq.br/4627187163265237

 

Informações
Duração
05 anos
Formação
Bacharelado em Enfermagem
Turno
Noturno
Vagas
100 vagas
Matriz Curricular

Bacharelado em Enfermagem - autorizado pela Portaria MEC nº 583 de 17 de agosto de 2015, publicado no D.O.U. em 18 de agosto de 2015

 

Grade de Horários
PPC
RELATÓRIO CPA
REGULAMENTO TCC
TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO
ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS
REVISTA CIENTÍFICA
FAEF FAIT FAIP Eduvale

Newsletter

Receba informativos e novidades em seu email


Fale Conosco

(14) 3407-8000 | (14) 98165-9435 | (14) 99850-1460 | (14) 99770-8001
Copyright © 2021 GRUPO FAEF. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Nutic FAEF